Criar um Site Grátis Fantástico
Pergunta 1

P: Quer diferenças há entre um tratamento psicofarmacológico e um tratamento psicoterapêutico?

 

R: São tratamentos diferentes, muito embora possam atuar sobre os mesmos sintomas, sejam eles depressivos, ansiolíticos, obsessivos, psicóticos... O tratamento psicofarmacológico não pode ser feito por parte de um psicólogo ou psicoterapeuta, mas sim por um médico de família, psiquiatra/neurologista... Enquanto que a toma de medicação psicofarmacológica resulta numa diminuição da aflição e malestar quase imediatos, o efeito da psicoterapia é mais demorado. Isto porque os fármacos entram imediatamente na corrente sanguínea e acalmam os sintomas, enquanto que a psicoterapia promove alterações neurológicas/cerebrais que, uma vez tratando-se de algo mais complexo, requer mais tempo. Outra diferença tem a ver com o efeito a longo prazo de cada um. Enquanto que o tratamento psicofarmacológico resolve e atua a curto prazo, minimizando e malestar, disfarçando sintomas, o tratamento psicoterapêutico vai ao cerne das questões que promovem desequilíbrio e promove uma mudança a longo prazo. A eficácia é comprovada em ambas, se bem que dependendo do caso, do sintoma, da sua gravidade e consequência se terá de optar por um ou pelo outro, ou até, por ambos!